Arquivo da Tag: Dedicação

Conhecimento em técnicas criativas: oportunidades à vista!

Por: Eder Machado

 

untitled2

 

Eu acredito que as adversidades e problemas servem para nos tirar da zona de conforto e nos estimular a enxergar oportunidades que não conseguimos enxergar por estarmos acomodados e confortáveis com uma determinada situação. Para não ficar somente no discurso ou nas frases de efeito, tentarei trazer nessa postagem (dividida em duas partes) insights práticos sobre uma oportunidade que você pode estar perdendo: venda de conhecimento em técnicas criativas. Para começar, vamos avaliar o cenário atual e olhar além da dificuldade.

 

O valor do conhecimento e da informação

 

Sabemos que o cenário econômico não é otimista e, por conta disso, deduzimos que as pessoas estão deixando de comprar. Porém, isso é um engano, pois na verdade, todos continuam comprando e o que mudou são as prioridades. Em outras palavras, ao invés de comprar um sapato caro, vou pesquisar alternativas mais baratas, porém, não deixo de comprar o calçado.

 

Dentro do contexto da escassez econômica, as pessoas buscam mais informações e conhecimento para definir corretamente seus investimentos e priorizar certos gastos. Entretanto, informação e conhecimento nem sempre são encontrados facilmente ou quando são, não são confiáveis ou estão incompletas, então, as pessoas preferem comprar informação e conhecimento, pois asseguram a credibilidade da informação.

 

Veja um exemplo:

 

Uma mãe planeja fazer o aniversário de 4 aninhos de sua filha, para isso cogitou chamar o profissional de decoração que contratou nos anos anteriores. Mas para otimizar custos, resolve fazer ela mesma a decoração, então, pesquisa na internet por ideias bacanas e decide que a decoração da festa de sua filha será feita em scrap. No entanto, além de não ter tempo para procurar as aulas que precisa, aquelas que encontra estão incompletas, então, ela decide comprar um curso de “Scrap Festa: Aniversário de Princesa” pois, esse curso, além de pagar menos que a contratação do decorador, ela aprenderá como fazer todas as peças que precisará para decorar a festa.

 

Você percebe? A mãe não deixou de comprar, ela apenas reordenou suas prioridades e investiu em conhecimento. Ou seja, em tempos de escassez o conhecimento e informação são necessários e tem muito valor.

 

A renda alternativa

 

Quando o orçamento fica apertado, seja por demissões, corte no salário, ou queda nas comissões é natural as pessoas buscarem uma renda alternativa para suprirem suas necessidades e manterem seu padrão econômico. Geralmente, buscam abrir um negócio em sua própria casa, como, por exemplo: Fazer doces e salgados, revender cosméticos, abrir um negócio online e fazer artes manuais e criativas, no entanto, é necessário se capacitar e então investem em conhecimento e informação(livros, cursos, palestras, consultoria, etc) para aprimorar seu negócio.

 

O que estou querendo dizer, é que existe um mercado carente em aprender e que está disposto a investir em profissionais que queiram ensinar, assim como você que tem experiência, conhecimento e habilidade artesanal.

 

Com o crescimento do mercado das artes manuais, muitos artesãos já não conseguem atender toda a demanda de pedidos e orçamentos, tendo que terceirizar seu trabalho. Porém, por falta de profissionais qualificados, estão ensinando sua técnica e se tornando referência para outros artesãos que, agradecidos admiram e respeitam o trabalho de quem os ensinou e, ao invés de ter um ambiente de concorrência, criam parcerias que permitem o crescimento e fortalecimento mútuo.

 

Sobre Eder Machado:

 

Empreendedor digital, idealizador do ArtesCON e criador do blog Como Vender Artesanato. Seu blog e cursos têm ajudado vários criativos e artesãos a desenvolverem um negócio rentável através das artes manuais.

 

Artesanato: Sempre um bom conselheiro, por Gica

11782476_736702503108081_6725621200828973570_o

Fonte: Artigo por Gica

Resolvi escrever esse artigo pois, assim como você também deve ficar, tem dias que eu realmente não tenho vontade de fazer as coisas. Pode ser qualquer motivo: preguiça, estar triste, deprê, com a vibe baixa como preferir rs. E realmente nesses dias dá vontade de deixar tudo de lado.

Mas como são as coisas não é mesmo…depois que comecei a divulgar mais meu trabalho de artesanato e vídeo aulas, muitas pessoas tem me procurado e mandando e-mails e comentários no face ou aqui no site, dizendo o quão importante minhas aulas tem sido para elas.

Isso realmente tem me motivado muito, pois nesses dias de vibe baixa, em que muitas vezes penso até em desistir, uma voz interna mais forte e perseverante me fala: “Que desistir nada! Você já percorreu tanto e agora está ajudando muito mais pessoas, temos que continuar”.

E após essa luta interna entre o diabinho e anjinho rs, consigo me mexer.

O ponto crucial é esse: Você se motivar para SE MEXER! É dai que vem a nossa força interior para continuar…porque esse se mexer é o mais difícil rs, pois queremos ficar ali na zona de conforto, na preguiça, sem fazer nada de útil para nós e para o mundo…por que? Porque é mais fácil!! Na zona de conforto é confortável rs até certo ponto, pois na zona de conforto NÃO HÁ CRESCIMENTO.

Mas que vida mais chata essa eu acho viver na zona de conforto sem emoção rsrsrsrs…

Por isso que o se mexer, a vontade de fazer é tão importante.

Porque daí vamos lá para nosso cantinho e começamos a CRIAR! Colocar nossa energia em movimento! Ai as coisas começam a acontecer…

Dai, cadê aquela vibe baixa e deprê?? Foram embora pois focamos nossa atenção em algo produtivo, o desenvolver uma peça por exemplo. Criar combinações e mexer com cores!

Por isso o artesanato é tão recomendado como terapia! Porque FUNCIONA! Eu esqueço dos meus problemas quando estou “arteirando” rs, pois fico tão concentrada no que faço, que nem vejo a hora passar. E é assim que deve ser o artesanato para nós: uma válvula de escape para nos ajudar na nossa transformação.

Como já disse em um vídeo uma vez, as pessoas estão tão absortas em suas rotinas que não percebem que precisam de uma válvula de escape para suas emoções. E no artesanato, nós transformamos essas emoções negativas em algo lindo .

Quem que não fica feliz ao terminar uma peça que fica linda? É assim que me sinto quando nesse processo de me mexer para sair da baixa vibe. Ao terminar uma peça eu fico realmente feliz: a transformação do sentimento ocorreu!! Não é lindo isso? E se você achar que sua peça não ficou tão legal assim , melhor ainda, porque agora você tem chances de estudar e se aprimorar conhecendo pessoa novas, cursos novos! Tente novamente, não tenha medo de errar.

Então retomemos ao título do artigo: Artesanato: Sempre um bom conselheiro. Sim, ele sempre é para mim bom conselheiro, pois ao mergulhar em uma peça e no meu ateliê eu consigo não seguir os pensamentos negativos e vou gerar outra energia em mim. Ouça sempre o artesanato: Tá triste, vai “arteirar” rsrsrs.

E você, tem se mexido e transformado sua vida? Só depende de você.

Com amor,

Gica

Conheça o vilarejo de Bichinho, famoso pelo artesanato

Fonte: Rede Globo

 O Terra de Minas pegou a estrada para conhecer a comunidade de Bichinho, onde o artesanato é uma das principais fontes de renda dos moradores. As famílias participam de todo o processo criativo.

O lugarejo fica a 7 Km de Tiradentes e é distrito da cidade de Prados.

 As peças artesanais fazem sucesso no Brasil e no exterior. Muitas delas já foram vendidas para países como os Estados Unidos, Inglaterra e Itália. Madeira e ferro são as principais matérias-primas utilizadas nas esculturas.

As colchas, almofadas e panos de prato também são muito procurados pelos visitantes. Os trabalhos em crochê e fuxico revelam o talento dos artesãos da região.

Veja o vídeo da reportagem no site da Rede Globo, link:

http://redeglobo.globo.com/globominas/terrademinas/noticia/2014/08/conheca-o-vilarejo-de-bichinho-famoso-pelo-artesanato.html