Arquivo da Tag: Lojistas

SPED do Simples Nacional amea√ßa pequenas empresas‚ÄŹ

Se enfrentar a burocracia em papel já é tarefa difícil para qualquer empresário, a digitalização só vai piorar essa realidade.

 

Muitas pessoas devem ter crescido com a recordação da famosa venda, a mercearia do bairro, o mercadinho, a lojinha do Seu João. Pois é, e com certeza Seu João faz parte do Simples Nacional e até hoje toca seu negócio no mesmo ritmo, anotando tudo no caderninho, às vezes vendendo fiado, mas longe de digitalizar seu negócio, de controlar o estoque, de registrar minuciosamente cada entrada e saída de produtos.

 

S√≥ que, para 2016, o Governo Federal e alguns Estados querem exigir do Seu Jo√£o muito mais do que os impostos mensais. Ser√° criado o Sistema de Escritura√ß√£o Digital e Informa√ß√Ķes Fiscais ‚Äď Simples Nacional (SEDIF-SN) em substitui√ß√£o ao SPED Fiscal do ICMS IPI. E ser√° obrigat√≥rio para todas as empresas do Simples. ‚ÄúInclusive, o Tocantins j√° assinou esse protocolo. Se nada for feito, as pequenas empresas ter√£o que adquirir computadores, contratar gente, implantar sistemas. Ser√° que muitas conseguir√£o sobreviver?‚ÄĚ, questiona Ronaldo Dias, diretor da Brasil Price.

 

Péssimo negócio

 

H√° mais de 20 anos sobrevivendo com um mercadinho em Aragua√≠na, sem ao menos um computador dentro do com√©rcio, um pequeno empres√°rio, que pediu para n√£o ser identificado, anunciou o futuro do seu neg√≥cio. ‚ÄúJ√° estou pensando em fechar. O movimento diminuiu muito e se eu precisar fazer tudo o que o Governo est√° mandando, n√£o vou ter condi√ß√Ķes de pagar as despesas‚ÄĚ, conta.

 

Dificuldades simples

 

Se enfrentar a burocracia em papel j√° √© tarefa dif√≠cil para qualquer empres√°rio, a digitaliza√ß√£o s√≥ vai piorar essa realidade. ‚ÄúImagine um senhor desse ouvir express√Ķes como NCM, CFOP, NFC-e, CRT, CSOSN, regimes monof√°sicos, substitui√ß√£o tribut√°ria, JAVA, PVA, dentre muitas outras que envolvem o SPED?‚ÄĚ, indaga Dias.

 

Lidar com a contrata√ß√£o de consultorias em inform√°tica para instalar computadores, emissores de cupom fiscal, leitor de c√≥digo de barras e todo o suporte necess√°rio representar√° um peso incalcul√°vel para as pequenas empresas. ‚ÄúE nem falamos ainda sobre as quest√Ķes tribut√°rias que estar√£o envolvidas neste processo como a configura√ß√£o correta dos sistemas ou ainda a corre√ß√£o de erros que impe√ßam a grava√ß√£o, assinatura digital e transmiss√£o do arquivo SPED‚ÄĚ, acrescenta o contador.

 

Para Ronaldo, esse √© ainda um universo totalmente distante do micro e pequeno empres√°rio brasileiro. ‚ÄúVai demorar um tempo para que ele consiga crescer seu neg√≥cio a ponto de implantar tanta tecnologia‚ÄĚ.

 

Tentativas

 

Representantes da Fenacon (Federa√ß√£o Nacional das Empresas de Servi√ßos Cont√°beis e das Empresas de Assessoramento, Per√≠cias, Informa√ß√Ķes e Pesquisas) reuniram-se, neste fim de setembro, com o Secret√°rio Executivo da Secretaria da Micro e Pequena Empresa, Jos√© Constantino, para solicitar mudan√ßas nesta obrigatoriedade.

O documento encaminhado pela Fenacon pede que sejam dispensados de efetuar a Escrituração Fiscal Digital os microempreendedores individuais e micro e pequenas empresas do Simples Nacional.

 

A pressa

 

H√° exatamente um ano, o Comit√™ Gestor do Simples Nacional da Receita Federal publicou uma resolu√ß√£o (115/2014) que veda a exig√™ncia de obriga√ß√Ķes tribut√°rias acess√≥rias √†s empresas do Simples Nacional em todas as esferas (federal, estadual e municipal). Em rela√ß√£o √† escritura√ß√£o fiscal digital (EFD), a exig√™ncia s√≥ pode acontecer mediante autoriza√ß√£o do CGSN e com disponibiliza√ß√£o de aplicativo gratuito para uso das empresas. ‚ÄúMas como v√°rios Estados, antes desta medida, j√° tinham obrigado as pequenas empresas ao SPED, a medida s√≥ vale para aqueles que n√£o tinham ainda exigido tais obriga√ß√Ķes. Por isso n√£o surtiu efeito para Tocantins e demais signat√°rios do protocolo‚ÄĚ, conclui Ronaldo.

 

Forro Crass (Ordem FOC150) da Estilotex

A Estilotex está com mais uma novidade, o Forro Crass, similar a um feltro bem grosso na cor branca, conhecido como feltro para base. Sua utilização desse produto é bem parecida com a utilização das Mantas R1 e R2, porém, não possui resina (cola). Devido a sua espessura (aproximadamente 2,8mm) tem grande resistência e também funciona como isolante térmico, ou seja retarda a passagem do calor.

 

DSC07511

 

O Forro Crass, √© ideal para o ‚Äúrecheio‚ÄĚ de bolsas, jogos americanos, caixas de mdf, cartonagem, aventais, luvas ou outras pe√ßas que necessitam de uma base, ou enchimento plano para dar sustenta√ß√£o os trabalhos manuais.

 

Rose Quartz é a cor do verão 2016, diz Pantone

O rosa pastel da pr√≥xima esta√ß√£o substitui o bord√ī Marsala de 2015

 

isabeli-fontana-vogue-setembro-04

Isabeli Fontana na edição de setembro da Vogue (Foto: Reprodução/Vogue Brasil)

 

A Pantone divulgou nesta quinta-feira (10.09) qual será a cor do verão 2016: depois do Marsala, a escolha de 2015, é o pink delicado Rose Quartz que irá dominar guarda-roupas e penteadeiras na próxima estação Рe não é que nossa cover girl Isabeli Fontana veste look total exatamente do tom da vez já na edição de setembro da Vogue Brasil?

 

Al√©m do Rose Quartz, tamb√©m foram anunciadas as outras nove cores que integram o novo top 10. E vale atentar para a paleta de tons suaves do grupo, algo feito por uma raz√£o psicol√≥gica, garante Leatrice Eiseman, diretora executiva do Instituto de Cor da Pantone. “O fato da tecnologia ter se tornado t√£o esmagadora e presente 24h por dia realmente criou grande parte da necessidade por essas cores aconchegantes e mais leves”, explicou ao WWD.

 

1-polapp

As 10 cores do verão 2016 (Foto: Reprodução)

 

As outras s√£o: Peach Echo, Serenity, Snorkel Blue, Limpet Shell, Lilac Gray, Buttercup, Fiesta, Iced Coffee e Green Flash – os tr√™s √ļltimos destoantes fortes que permitem combina√ß√Ķes inesperadas e interessantes com as lights da cartela. A estas, √© atribu√≠do o desejo do consumidor por vegeta√ß√Ķes densas no design urbano.

 

“Quer eles saiam ou n√£o, eles pelo menos querem estar a uma dist√Ęncia em que √© poss√≠vel enxergar”, disse¬†Eiseman. “Estamos at√© mesmo vendo muitas impress√Ķes bot√Ęnicas para decora√ß√£o de interiores. As pessoas querem padronagens com visual de vegeta√ß√£o”.

 

Fonte: Vogue