Arquivo da Tag: moda

Cor do ano: saiba como usar o rosa ‘quartz’ e o azul ‘serenity’, os tons Pantone para 2016

Inspire-se nas famosas para começar o ano com muito estilo

 

Por Duda B. Padilha (gnt.globo.com)

 

2016 chegou e com ele as tendências que prometem lotar seu guarda-roupa durante o ano. E, a julgar pela Pantone, os próximos 365 serão leves, frescos e muito românticos. Como de costume a empresa lançou sua previsão para 2016 e, desta vez, previu dois tons como as cores do ano: o rosa ‘quartz’ e o azul ‘serenity’.

 

pantone_620

 

Sutis e delicadas, as duas cores prometem invadir passarelas, as ruas e os seus looks em 2016. Das produções de festa às areias da praia, o rosa e azul bebê, como são conhecidos por aqui, vão nos fazer voltar à infância e deixar nosso visual mais lúdico do que nunca. E aí, gostou da ideia? Então inspire-se nas famosas da galeria de fotos abaixo para montar seu look nas cores do ano e entre em 2016 com muito estilo.

Rose Quartz é a cor do verão 2016, diz Pantone

O rosa pastel da próxima estação substitui o bordô Marsala de 2015

 

isabeli-fontana-vogue-setembro-04

Isabeli Fontana na edição de setembro da Vogue (Foto: Reprodução/Vogue Brasil)

 

A Pantone divulgou nesta quinta-feira (10.09) qual será a cor do verão 2016: depois do Marsala, a escolha de 2015, é o pink delicado Rose Quartz que irá dominar guarda-roupas e penteadeiras na próxima estação – e não é que nossa cover girl Isabeli Fontana veste look total exatamente do tom da vez já na edição de setembro da Vogue Brasil?

 

Além do Rose Quartz, também foram anunciadas as outras nove cores que integram o novo top 10. E vale atentar para a paleta de tons suaves do grupo, algo feito por uma razão psicológica, garante Leatrice Eiseman, diretora executiva do Instituto de Cor da Pantone. “O fato da tecnologia ter se tornado tão esmagadora e presente 24h por dia realmente criou grande parte da necessidade por essas cores aconchegantes e mais leves”, explicou ao WWD.

 

1-polapp

As 10 cores do verão 2016 (Foto: Reprodução)

 

As outras são: Peach Echo, Serenity, Snorkel Blue, Limpet Shell, Lilac Gray, Buttercup, Fiesta, Iced Coffee e Green Flash – os três últimos destoantes fortes que permitem combinações inesperadas e interessantes com as lights da cartela. A estas, é atribuído o desejo do consumidor por vegetações densas no design urbano.

 

“Quer eles saiam ou não, eles pelo menos querem estar a uma distância em que é possível enxergar”, disse Eiseman. “Estamos até mesmo vendo muitas impressões botânicas para decoração de interiores. As pessoas querem padronagens com visual de vegetação”.

 

Fonte: Vogue

 

O Sucesso de Paula Ferber no Artesanato

“Originalidade criativa feita a mão no Brasil”

 

Bahia, início dos anos 1990. Em uma casa tradicional no quadrado de Trancoso, Paula Ferber abriu sua primeira loja. Neste pequeno espaço, Paula oferecia a suas clientes a experiência única de customizar uma sandália sob medida, da escolha da palmilha aos elementos decorativos, para então a peça ser confeccionada na hora por um artesão local. Assim foi definido o modelo de criação da marca: a Economia Criativa.

 

Paulistana, graduada pela Fundação Getúlio Vargas, Paula Ferber trabalhou em grandes marcas do mercado de sapatos antes de lançar-se em voo solo. Pioneira em um mercado de luxo que une habilidades artesanais genuínas com estética refinada e matérias-primas de qualidade, a marca é projetada para um público que busca a excelência de criações especiais e raras, desenvolvendo coleções atemporais e cheias de originalidade, com riqueza de detalhes e toque humano em seu processo de fabricação.

 

Sem Título-4

 

Sempre inspirada pela cultura brasileira e pela miscigenação de suas bases de formação – cultura e tradição indígena, europeia e africana -, Paula Ferber conta uma história através de suas criações. Cada material, cor, textura e forma selecionadas tem um significado. O contraste de materiais comuns e nobres e a mistura de técnicas simples e sofisticadas pregam a igualdade de valor e mostram o quanto o rústico também é enriquecedor.

 

Um dos principais pilares da marca é o valioso trabalho do artesão brasileiro, que vem se tornando cada vez mais raro e escasso devido à pressão da nova indústria do descartável, do fast fashion. Técnicas elaboradas que exigem muita prática, um prazo mais extenso e boas matérias-primas estão sendo abandonadas por não conseguirem no mercado o reconhecimento de seu devido valor. Uma arte que passa de geração em geração, um trabalho minucioso e especializado que proporciona resultados únicos, de real beleza.

 

Essas técnicas artesanais, como a de tressê e macramê, são misturadas a materiais nobres como o couro de cobra, ecológicos como a pele de peixe ou tecnológicos como o EVA. Esta é nossa contribuição para o trabalho artesanal: uma leitura mais moderna e sustentável.

Sandálias